Página Inicial Institucional Comunicação Notícias Cagece realiza adequações no macrossistema para melhorias no abastecimento

Cagece realiza adequações no macrossistema para melhorias no abastecimento

Criado em Sexta, 16 Setembro 2016 12:02

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) opera desde dezembro de 2015 com 7,3 m³/segundo, volume 12% menor do que o operado em condições normais para abastecer Fortaleza e Região Metropolitana. Para abastecer com o volume reduzido, a Cagece tem feito adequações operacionais no macrossistema, porém há áreas em que o abastecimento é mais difícil por serem mais elevadas ou pontas de rede. Nesses locais, a Cagece tem efetuado ações para melhoria no abastecimento por meio da instalação de equipamentos para bombear água da rede para estes pontos.

É importante lembrar que é crítica a situação dos mananciais do Estado em virtude do quinto ano consecutivo de seca - considerada uma das mais intensas dos últimos cem anos. Portanto, além de uma rígida gestão dos recursos hídricos, está em execução um Plano de Segurança Hídrica (confira em: https://www.cagece.com.br/todospelaagua/plano-de-seguranca-hidrica/) com uma série de ações para manter o abastecimento de água à população de Fortaleza e RMF até a próxima quadra chuvosa, evitando assim os transtornos de um racionamento.

Além das ações por parte do Governo, é fundamental que a população reduza em pelo menos 20% seu consumo de água, analisando comportamentos de consumo, e praticando o uso do recurso natural de forma consciente, sem desperdício. Historicamente, o consumo de água aumenta de 15% a 20% entre setembro e dezembro, em virtude do aumento da temperatura. Portanto, todo alerta se faz necessário.

Em casos de desabastecimento, a população deve entrar em contato com a companhia pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece Mobile (aplicativo gratuito disponível para as plataformas iOS - bit.ly/cagecemobileios - e Android - bit.ly/cagecemobileandroid) ou por meio do chat online, no portal da Cagece (www.cagece.com.br).

Ler 680 vezes