Página Inicial Institucional Comunicação Notícias Cagece registra redução 3,2% no consumo de água em Fortaleza e RMF

Cagece registra redução 3,2% no consumo de água em Fortaleza e RMF

Criado em Terça, 19 Abril 2016 10:31

Em março, aproximadamente 253 mil clientes da Cagece pagaram tarifa de contingência em suas faturas.

Apesar da aplicação de mecanismo tarifário, Fortaleza e Região Metropolitana, que já entram para o quinto mês com tarifa de contingência, ainda não conseguiram reduzir o consumo de água nos 10% esperados. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) registrou, em março de 2016, redução de 3,2% no consumo de água, em relação à média calculada entre os meses de outubro de 2014 e setembro de 2015.

O percentual representa uma redução de aproximadamente 386 mil m³ no volume consumido. Para atingir os 10%, os municípios com tarifa de contingência teriam que economizar aproximadamente 1.200.000 m³.

Em março, aproximadamente 253 mil clientes da Cagece pagaram tarifa de contingência em suas faturas, o número representa 24,5% do total de clientes da companhia em Fortaleza e RMF. Em fevereiro, a cobrança foi aplicada em cerca de 239 mil clientes da RMF.

Quando observado os resultados de consumo acumulado desde dezembro do ano passado, quando a tarifa de contingência foi implantada, a redução de água não chegou a 10% do que deveria ser economizado nos quatro meses.

Arrecadação
A Cagece arrecadou em março de 2016 cerca de R$ 5,3 milhões com a tarifa de contingência.

Consumo aumenta no estado
Em março, os demais municípios operados pela Cagece no interior do estado tiveram um aumento de 2,9% no volume de água consumido, quando comparado com a média calculada entre os meses de outubro de 2014 e setembro de 2015.

O aumento de consumo nos municípios que não possuem tarifa de contingência impactam ainda mais no resultado total do estado. Quando considerado de forma geral, incluindo todos os municípios operados, independente de terem ou não tarifa de contingência, a redução no consumo de água foi de apenas 1,3%.

Saiba mais
A tarifa de contingência é aplicada aos clientes da Cagece que não reduzirem o consumo de água, conforme meta definida para cada cliente e informada nas contas de novembro. O mecanismo, autorizado em novembro do ano passado pelas agências reguladoras no Estado, tem por objetivo estimular a redução do consumo de água durante período de escassez hídrica. A tarifa entrou em vigor na capital a partir do dia 19 de dezembro de 2015, e na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), no dia 20 de dezembro.

De acordo com as resoluções das agências reguladoras, ficam isentos da cobrança da tarifa clientes que consomem dentro da demanda mínima da categoria de seu imóvel, bem como hospitais, prontos-socorros, casas de saúde, delegacias, presídios, casas de detenção e as unidades de internato e semi-internato de adolescentes em conflito com a lei.

Serviço
Para saber mais sobre como funciona a tarifa de contingência, a Cagece disponibilizou na internet um guia explicativo sobre o mecanismo. O material pode ser acessado através do portal da Cagece. Para baixar o conteúdo, acesse o portal da Cagece e escolha a opção “Revisão e Tarifa de Contingência”, no menu à esquerda da tela, em seguida, clique em “Fique por dentro”.

Além disso, para facilitar, a Companhia também lançou na internet um simulador que permite conhecer a meta estabelecida pela contingência e calcular a conta. Para simular, é necessário ter em mãos o número de inscrição e o CPF ou CNPJ do cliente. O simulador está disponível no portal da Cagece, na aba de “Atendimento Virtual”, na opção “Tarifa de contingência”. Quem preferir, também pode acessar o simulador pelo celular, por meio do aplicativo Cagece Mobile.

Outras informações também podem ser obtidas pela Central de Atendimento, através do telefone 0800.275.0195, ou nas lojas de atendimento da Cagece.

Ler 880 vezes Última modificação em Terça, 19 Abril 2016 10:56