Página Inicial Institucional Comunicação Notícias Cagece já indenizou 93 famílias desde 2009

Cagece já indenizou 93 famílias desde 2009

Criado em Quarta, 15 Setembro 2010 12:53
A Cagece já investiu cerca de R$ 1,57 milhão em indenizações e troca de casa por casa a famílias que tiveram que ser relocadas.

A Cagece já investiu cerca de R$ 1,57milhão em indenizações e troca de casa por casa a famílias que tiveramque ser relocadas, por intermédio do Projeto Específico deReassentamento e Compensações (PER), de fevereiro de 2009 a agosto de2010, em Fortaleza. Foram beneficiados 93 proprietários ou locatários.O PER tem como finalidade prover com novas residências os moradores queprecisam ser retirados de áreas onde as obras de esgotamento irãopassar, em Fortaleza.

Entre os motivos da remoção de famíliasestão a implantação de rede ou de coletor tronco e a construção deEstações Elevatórias. Vale notar que, frequentemente, moradias a seremdemolidas encontram-se em área de risco. A previsão é de que, somenteem 2010, sejam investidos R$ 1.868.500,00 em indenizações. Em 2010 e2011, prevê-se o reassentamento de 181 famílias com troca de casa porcasa e 42 por indenização em dinheiro.

O PER promove a troca de casa por casaquando o valor do imóvel original for igual ou inferior a R$ 16 mil,sendo válida para locatários ou proprietários residentes (quando oproprietário mora na casa a ser indenizada). Quando o imóvel originaltiver valor acima de R$ 16 mil ou quando o proprietário não forresidente, a Cagece paga o valor correspondente em dinheiro.

No sistema de troca de casa por casa, a Cagece trabalha com váriasexigências. As novas residências não podem estar em área de riscoambiental, nem ter débitos (como água e luz ou IPTU). As moradias dedestino também devem ter condições de infraestrutura igual ou superioràs anteriores, possuir sistema de esgoto ou fossa séptica, ter acesso atransporte públcio e equipamentos sociais (escolas, postos de saúde,etc), assim como possuir instalações hidrossanitárias, além de quarto,cozinha, sala e quintal.

Ler 2165 vezes