Página Inicial Institucional Comunicação Notícias Comunidade do Pici receberá o Projeto Cozinha Brasil

Comunidade do Pici receberá o Projeto Cozinha Brasil

Criado em Terça, 20 Maio 2014 00:00

Cagece dá continuidade ao Projeto Comunidade Cidadã, e dessa vez em parceria com o SESI ofertará o minicurso Cozinha Brasil.

A unidade da Cagece no Pici receberá um minicurso sobre o melhor aproveitamento de alimentos, como parte do Projeto Cozinha Brasil. A iniciativa é uma parceria entre a Cagece e o SESI e acontecerá no Centro de Convivência do Pici, nos dias 20 e 21 de maio. Foram disponibilizadas 100 vagas, divididas em duas turmas de 50 pessoas, para cada dia. Inscreveram-se moradores do Pici e colaboradores da Cagece.

O projeto tem como objetivo ensinar aos participantes a reaproveitar os alimentos e utilizá-los para preparar receitas fáceis e práticas, que serão feitas no dia do minicurso. Os participantes poderão degustar os pratos após o seu preparo. A aula será ministrada por um nutricionista e um auxiliar de cozinha, profissionais especializados pelo SESI. Haverá ainda dicas de como ter uma alimentação saudável. Na finalização do minicurso, cada participante receberá um certificado e um livro de receitas.

O minicurso será realizado como parte do segundo encontro do Projeto Comunidade Cidadã, que acontece nos dias 20, 21 e 23, no Centro de Convivência do Pici. Projeto tem por objetivo levar informações e serviços para os moradores, garantindo o conhecimento dos direitos e deveres de cada um. O tema desse evento é “Resíduos Sólidos / Reciclagem”. O propósito é despertar na comunidade um olhar sustentável, fazendo perceber que os materiais e até mesmo os alimentos que muitas vezes têm o lixo como destino final, podem ser reaproveitados. Durante o encontro serão ofertados minicursos, explanações dialogadas e oficinas de reciclagem.

O Comunidade Cidadã é um projeto da Cagece que tem por objetivo levar à comunidade serviços e informações sobre cidadania. O projeto é mais um meio de aproximar o cliente da Companhia.

Ler 1544 vezes